Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

agoravejoassim

agoravejoassim

Gostas do bobi...ainda bem, eu também...

0920100513080929136.jpg

 

E aqueles donos que levam o cãozinho a passear e quando este decide fazer o seu embrulho mesmo no meio da nossa linda calçada portuguesa e se preparam para tirar o saco, mas entretanto olham de esguia e julgam que ninguém está a ver e decidem seguir viagem... Por vezes fingem estar à procura do saco que não encontram para acalmar a consciência. Eu acho bem, porque se isso acontece é porque sentem uma obrigação na acção, quando o que deveriam sentir era preocupação natural. Prefiro que não apanhe enquanto não o sentir.

Ups...agora e sempre vou ter que esperar...

11962465834_e63f369174_m.jpg

 Sabem aquelas pessoas que se levantam para sair e continuam a conversar, especialmente as que naquele momento em que o comboio está a parar é que se lembraram do tanto que havia para dizer, pois...entretanto o comboio pára e só nessa altura se dirigem para a porta, mas afinal é a porta atrás e depois o botão não funciona...normalmente riem-se por outro lado ficam chateadas porque vão ter de trocar na próxima paragem e voltar para trás, no entanto aquilo que tinham para conversar já não têm, podiam ao menos aproveitar o descuido, passando assim a ser um bom momento em vez de ser estúpido.

Hoje de manhã parei por aqui...

FullSizeRender (3).jpg

 Passamos muitas vezes por coisas tão simples que nos podem dizer tanto.

Esta obra do Arq. Gonçalo Byrne, é sem dúvida um marco na minha cidade, a mini praia mais próxima onde está um restaurante mexicano que btw no verão tem uma esplanada fantástica, repescou-me ao local. Que silêncio, que  prazer...vou ficar mais alguns minutos. Queria desenhar, escrever, conversar, não trouxe bloco, lápis, nem companhia...fico assim a pensar e imaginar...levo uma fotografia para logo publicar.

Eu vou de carro...por isso tenho mais pressa...sai da frente!!!

Outra situação curiosa, quando atravessamos a passadeira, eu normalmente aguardo que parem, no entanto há quem veja uma ponte no lugar da passadeira, mas continuando...aguardo e regra geral param o carro, mas se não pararem são 5 segundos que perco para que o próximo pare. Por vezes, param chateados, eiiii grandre frete, passa lá oh caramelo...e outros ainda vou a acabar de atravessar, arrancam em velocidade, normalmente com uma razia...algum dia dá mau resultado. Mas depois penso, bem deve estar mesmo com pressa, alguma urgência certamente, provavelmente aqueles 2 segundos para eu acabar de atravessar vão-lhe fazer a diferença na vida, o que fico muito satisfeito que hajam pessoas a aproveitar o tempo ao máximo. Então e quando isso acontece ou não param e a seguir à passadeira há um semáforo que eu já vi que está vermelho e observo a felicidade deles a passar para logo a seguir travar, acho divertido. 

Não defendo peões ou condutores, mas atitudes. Por vezes não nos apercebemos da igualdade de circunstancias, em que independentemente da forma de mobilidade, todos têm algo a atingir, não é um carro/mota/avião que faz de ti mais ou menos importante que o outro. A sociedade carece de respeito, isso nota-se em pequenos pormenores que por vezes nem se identificam com a pessoa em questão.

Queria um copo de água, por favor...

cafe.jpg

 

Já não é a primeira vez que me acontece e em locais diferentes. Mas de facto é um pouco constrangedor.

Hoje enquanto tomava o café da manhã no local habitual, chegou uma vizinha minha e pediu um café, após a funcionária a ter servido, pediu um copo com água. A rapariga sem nada para fazer, porque não havia outros clientes, aponta para o jarro e diz que tem ali. Ahhhh....ok...muito obrigado. Olhámos um para o outro e comunicámos através de um sorriso o que nos ia na cabeça. Então por cortesia servi-lhe o desejado copo e outro para mim também. Brindámos e rimo-nos, então bom dia...e segui viagem. Apesar de tudo, não fiquei chateado com a funcionária, porque o momento que provocou inconscientemente foi muito mais relevante. 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D