Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

agoravejoassim

agoravejoassim

MEXEFEST DIA 27

 

 

 Fica aqui um cheirinho da noite de ontem ...

IMG_1942.JPG

Foto: Coliseu às 0h30

 

Vale a pena ver uma Lisboa assim, com tanta vida...

Já chegámos tarde, mas entre os nepaleses que nos tentam enfiar num restaurante das portas de Santo Antão, aos amigos que se encontram à porta do Coliseu e outra geração que ocupa a entrada do Politeama para a estreia de uma revista, lá conseguimos trocar as pulseiras e ir em direcção ao São Jorge, para começar com calma...Villagers...não vimos grande parte do concerto, mas ficou para mim eleita a sala que acústicamente tem as melhores condições do Mexefest.

 

 

 

  Depois...coliseu...Chairlift porque uma amiga insistiu....não gostei e o som estava péssimo!!!

 

 

 

Uma passagem pelo que se revelou um espaço fantástico, o aproveitameto da piscina desactivada do Ateneu, o acesso é mesmo ao lado da entrada secundária do coliseu, subimos umas escadinhas e chegamos ao "Tanque", não ficámos muito tempo mas hoje Peaches serão lá...apetece-me dar um mergulho...

 

Final da noite, o mais aguardado e acompanhou as expectativas, bom concerto! Benjamin Clementine

 

After the end...

 

 Quando saímos ainda havia música na sala do lado...mas decidimos ir para outra freguesia...fora do mexefest.

Amanhã há mais...

 

 

 

No café em Alcântara em frente ao Económico

...parei aqui por acaso, o edificio em frente julgava que fosse um atelier, no entanto,  observo, vejo, admiro, enquanto bebo a minha cervejinha, a postura, a atitude, a presença de profissionais descontraídos que saem para fumar o seu cigarrinho ou tomar um café nos já familiarizados vizinhos do dia a dia laboral. Agem com objetivos de concretização, determinados e felizes no acabar da sua redacção, sem horários convivem pelo telefone o que a noite vao fazer, sinto a arte , nunca imaginei este cenário nesta profissão.

Mais uma noitada...longa e alcoolizada...

Lisboa à noite...

Todos divertidos boa música confortáveis "música" é fundamental na criação deste ambiente, empregadas muito formais para um ambiente tão descontraído trabalham por obrigação ou estão muito cansadas, mas atentas. Segurança discreto mas dá para perceber que está noutra, isto é só um biscate e desfalcar por amizade, quando está composto é um excelente bar mas se enche perde o carisma, pessoas diferentes, mas educadas. Uma antipática contangia a outra, saiu do restaurante cheio por sinal, até aparenta ter capacidade mas mesquinha e ideologista sacrificada...o povinho perde-se, que pena. A música piorou algo canibal estraga o ambiente, duas miúdas conversam com um rapaz sentadas atrás de mim sem saber fiz juízo de que era preto, afinal é só um tipo tipo cool com barba e penteado católico para disfrçar o começo da calvície. Afinal mudou o dj, concluo que influencia o espaço o gosto egocêntrico ou ignorante de quem põe música...bebidas, animação iagermeister, turismo crf e adega velha, espanhóis Havana club, Tonis da luz hendricks, angolanos black label, espera chegou o preto...água das pedras, ohhh, vinho a copo está na moda, e a funciona sempre a fundação fez um bom trabalho. Vem com o namorado mas olha para mim, aventura ou ser estranho, algo desperta o olhar, eficazes na troca de cinzeiros. Afinal o barbas cool é dj. Já estamos noutro local, agora são só chicos iludidos felizes a viver a emoção de estou aqui vou fazer conversa com o meu amigo a fingir que estou muito feliz para me sentir melhor é iludido que estou a conviver pelo menos é o que os outros que por acaso me olham de relance e me fazem sentir assim também vivem o mesmo. Será que nunca pensaram nisso. Agora estou num arco-íris, música alta tudo aos gritos despreocupados, vimos aqui porque não queremos protagonismo queremos estar num lugar onde o colega e amigo do amigo se vêm. Não pareço um nerd no Jamaica tudo no engate e eu aqui a olhar feito palerma. A espera de foder alguma quando os cães não largam o osso e correm por elas fui fora voltei e pus me atrás das gajas para sentir algum prazer. Que cromo ao telemóvel a noite. Frustradas a falar com o amigo potencial foda da amiga desesperada, tiram partido da discoteca para invocar os princípios e falar deste e daquele que nunca viram, que lindo e belo irritante mas existe. O amigo espetáculo posiciona se sempre de forma a não haver contato de homem com as suas amigas, ou poderá ser gay e querer sentir um homem pelas costas. Betinha armada em tesuda vem-se encostar a abanar o rabo como quem diz: deixa lá despertar o nerd e incomodo os meus amigos. Agora danço músicas que não são do meu tempo e sinto-me bem como um lendário, mas é como se estivesse a demonstrar aos meus pais que também me sei divertir como eles, não interessa lol, mas vou tentar ser feliz neste quadrante. Meu Deus como vim parar a isto, loucura? Interpretação? Quero foder mas... Calma já fui mais ingênuo. Ela quer mas não é assim tem de ter algo mais...

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D