Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

agoravejoassim

agoravejoassim

Quero que se saiba que...

existe

uma grande falta de comunicação intrínseca que prejudica gradualmente o ser humano e existem grandes influências e distracções propositadas que a cada segundo fere e debilita o indivíduo e as suas relações sociais, presentemente controladas e que vivem na ignorância, julgando os que assim não vivem como desatualizados e antiquados. Valores e princípios são diluídos inconscientemente. Que degradação...há quem chame a isto evolução.

Noitada!!! Mais uma...

Ok, vamos lá...

Bar na rebelva(linha), segunda feira fraco mas melhor que nada, sem stress, não se fuma na pista, sem grandes olhares, mesmo com pouca gente passas despercebido com um amigo, empregadas simpáticas, acesso fácil, consumo mínimo 5€ , imperial 2,50. Há sempre uma viciada da noite que já viste no jazzbel ou tamariz, não percebo, será que pensa o mesmo de mim? Não compreendo o investimento dos ecrãs no bar, muito foleiros e não acrescentam nada. Dois ou três pseudo garanhões , qualquer cota atrevida se safa. Música horrível mas comestível, vende tabaco...na máquina. Zona de fumadores bar com máquina regulamentar e funciona. Espelhado por fora. Ninguém vê. Mas no interior tem câmaras esféricas e pretas. A tamariz tem o mesmo perfume à anos, ela diz que era pita quando viu o sim city, era apaixonada pelo ator. Olho para ela ainda parece pita, o perfume apesar de ser bom e atraente, ela continua feia e pouco atraente, não dá vontade de conhecer. Tem uma boa selecção de gins. Há sempre um gay solitário e foclorico. O empregado Manuel da caixa ofereceu uma imperial n sei se foi de propósito. Também não quis saber...está na hora da caminha...

O mundo ao contrário

pp.jpg

 

Sociedade que não comunica, envergonhados com a realidade, fecham-se e pensam isoladamente o passo a dar para entrar na fachada, perdem-se em distracções sentindo-se felizes por momentos, caindo novamente na realidade dos sonhos. Criativos perdidos que sofrem diariamente, perde-se o conceito de família com frustrações que os superam e bloqueiam agora que vêm a realidade, a necessidade, a inutilidade perante um mundo de interesses que os abafam constantemente e por consequência, os que os rodeiam. Aflito com esta realidade e sem armas para a combater, o silêncio e tristeza prevalecem sobre ele, pois apenas este som o compreende numa idade em que nem a música faz sentido após uma geração de verdadeiros icones e ideais se ter desvanecido. Apenas lhe resta a solidariedade dos que o compreendem no meio de tanta inconformidade sobre quem os rodeia inibindo a atenção para o detalhe, pensamento e compaixão, onde vamos então?

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D