Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

agoravejoassim

agoravejoassim

Simplesmente o resumo da minha música de eleição...

Foi o delírio a confirmação da minha banda preferida neste momento...já estava inclinado para ir ao Primavera em Barcelona, outro cartaz brutal, mas o Nós Alive '16 conseguiu superar as expectativas. Não é o meu palco favorito, já me imaginava a ver LCD no PDC, mas a escolha musical supera qualquer anfiteatro natural ou país. Estou mesmo feliz...já não vinha aqui à algum tempo e esta notícia trouxe-me de volta, especialmente por grande parte do que oiço e partilho no blog se transformar agora em realidade e ao vivo! Hehehe...

 Vá lá Julho...chega depressa!!!

Dão programas tão estúpidos na televisão que só consigo desligar...

macaco.jpg

,,,ou então ver os jogos Olímpicos de Inverno. Costumo ver a televisão sem som enquanto estou no computador e a ouvir música. Tenho uma mentalidade um pouco peculiar ou louca de pensar que as coisas são feitas ou comunicadas de forma a nos levar a algum lado, ou com algum objectivo e por vezes devo ser muito burro porque não sei onde querem chegar ou qual o sentido de certos programas...enfim.  Depois ainda há aqueles momentos em que vejo um debate, repito, vejo e o mais engraçado é que percepciono com melhor facilidade aquele que está a mentir ou que não sabe do que está a falar, sem sequer precisar de saber o que está a dizer. Mas depois também existem os programas mais interessantes e culturais, no entanto, acabam por ser uma seca. Algo está mal e precisa de ser melhorado e muito mais criativo para cativar o interesse e melhorar a qualidade de informação aos anormais como eu que vêm televisão.

Empregadas de perder a cabeça...

 

16145-MLB20114993548_062014-O.jpg

 

(Esta por acaso não era a minha...mas só por acaso)

 

Não percebo porque é que as mulheres têm tendência em arranjar empregadas domésticas que nos deixam a pensar duas vezes...parece que nos estão a testar. Aconteceu comigo, mas com outros amigos que me dizem o mesmo, pela descrição mais parecem acompanhantes de luxo do que uma simples rapariga que vai a casa para passar a ferro. O que é facto é que na maior parte dos casos é sempre uma amiga das esposas que lhes sugeriu e enviou lá para casa a tentação para uma relação que já se está a tornar monótona...que ricas amigas...depois não se admirem! 

Gostas do bobi...ainda bem, eu também...

0920100513080929136.jpg

 

E aqueles donos que levam o cãozinho a passear e quando este decide fazer o seu embrulho mesmo no meio da nossa linda calçada portuguesa e se preparam para tirar o saco, mas entretanto olham de esguia e julgam que ninguém está a ver e decidem seguir viagem... Por vezes fingem estar à procura do saco que não encontram para acalmar a consciência. Eu acho bem, porque se isso acontece é porque sentem uma obrigação na acção, quando o que deveriam sentir era preocupação natural. Prefiro que não apanhe enquanto não o sentir.

Ups...agora e sempre vou ter que esperar...

11962465834_e63f369174_m.jpg

 Sabem aquelas pessoas que se levantam para sair e continuam a conversar, especialmente as que naquele momento em que o comboio está a parar é que se lembraram do tanto que havia para dizer, pois...entretanto o comboio pára e só nessa altura se dirigem para a porta, mas afinal é a porta atrás e depois o botão não funciona...normalmente riem-se por outro lado ficam chateadas porque vão ter de trocar na próxima paragem e voltar para trás, no entanto aquilo que tinham para conversar já não têm, podiam ao menos aproveitar o descuido, passando assim a ser um bom momento em vez de ser estúpido.

O adeus está a cair em desuso...

The-Royal-Family$27s-Last-Farewell,-20-January-179

 

Parece que o mundo avança a uma velocidade em que o adeus perde o sentido.

Até já, até logo, até amanhã, tchau...

Talvez por isso quando se despedem não manifestem o prazer em fazê-lo, ou melhor, a despedida perde o seu significado e não necessita de ser tão sentida como a chegada. 

Recordo-me de momentos em que esta situação era sempre emotiva, onde ainda antes de o fazer, a ansiedade e saudade borbulhavam dentro de mim independentemente do tempo que durasse.

Por outro lado o adeus fica associado à despedida de longa duração ( a partir de uma semana?), à distância e eterna. No último caso já não será em diálogo, ficando gravado no sub-consciente o adeus silencioso que não foi expelido ou aceite porque não tivemos tempo de o fazer. Não tivemos tempo de o sentir.

 

Qual será a próxima acção a deteriorar-se...

 

 

ECOPONTA...

recycling-is-sexy.jpg

 

Ainda não percebi bem mas normalmente só vejo mulheres a separar o lixo, não sei se o Ecoponto será a melhor amiga quando estão fartas de aturar o marido parasita e assim têm uma desculpa para sair de casa e desabafar mentalmente reciclagens do dia, a diferença é que as suas são mais complexas e difíceis de reutilizar, o assédio do chefe, as cobras das colegas, hipocrisia das amigas, a passividade e silêncio do marido, os disparates dos filhos...podia continuar... ou então se será porque infelizmente na generalidade ainda é a mulher que trata das lides da casa, ou porque os homens se estão a cagar para as separações de lixo e vai tudo para os resíduos. O que é facto pelo menos aqui na minha zona é que quando passo por um, lá estão elas preocupadas com o ambiente, o que é bom. Por outro lado, também posso ter reparado nisso apenas porque eram mulheres...

Sim...fumar mata...Apaixone-se pela vida?

IMG_1890 (2).JPG

(foto de outro autor web)

 

Hoje na última página do Público vinha um artigo com o seguinte título " Apaixone-se pela vida, não fume". Apesar de ser um mau vício que infelizmente possuo, posso sentir-me menos apaixonado pela vida do que os não fumadores? Verdade seja dita, esta m**da destas campanhas, são-me indiferentes a mim e à maior parte dos fumadores, são apenas uma obrigação social, que carrega ao colo algum desperdício de tempo, económico e alimenta temas de artigos e a conversa do Sr Correto que mal acaba de escrever ou copiar o artigo, acende um cigarro.

-Olhe que não! Não é por aí!

Todos tentamos aproveitar a vida ao máximo, especialmente numa altura em que estamos no auge das nossas capacidades fisico-motoras e cognitivas. 

Bem, continuando...blablabla...mais para a frente escreve "embora socialmente aceite, causa doença e retira anos de vida", Ahh...agora sim...ou secalhar não...porque analisando bem provavelmente poderia existir algo que certamente afectaria todos os fumadores "egoístas" (100%) e os levaria a deixar de fumar, imaginemos que em vez de retirar anos da minha vida na fase de demência, em que já só me apetece é morrer, me retirava anos de juventude e que por fumar saltei alguns anos e vivo um presente sem passado e viverei mais alguns no meu futuro, isso sim me preocuparia.

 

:P

 

 

 

 

Em nome do Pai, o Filho, recebe o Espírito Diabólico...

ibc_1_11567.jpg

FullSizeRender (4).jpg

 

 

Não creio que a retaliação seja a resposta mais inteligente e coerente. Se num mundo em que um dos principais pilares de suporte é a Justiça, o mesmo não deveria ser fragilizado de forma tão primitiva e inata. Apesar de relatarem que a acção é sobre bases militares, inocentes sofrem pelo simples facto de terem vindo ao mundo onde o erro é pura e simplesmente geográfico, riquíssimo em recursos naturais, abundantes de desejo e inveja decidida desumanamente por outros povos e potências económicas. Muhammed João Antonio dos Santos Bush, teve a sorte de estudar num país onde nenhum dos critérios existentes na sua terra natal predominam, graças a Deus, no entanto o seu colega de quarto, François, que concluiu igualmente com mérito a sua formação universitária, após o mesmo conseguiu uma entrevista de emprego à qual se teve de sujeitar a deixar para trás os cabelos compridos e piercing no nariz, que belas memórias e identidade lhe acolhiam no âmbito de felicidade pessoal. Porém, conseguiu o emprego, finalmente nova vida/rumo se avizinham, apesar de tudo, François apercebe-se que há uma nova etapa, uma luz que atravessa a Torre Eiffel no mercado competitivo de Paris. O seu companheiro, agora só, num quarto, onde o âmbito académico perde o sentido, em que todos à sua volta seguem a sua estrada, a ele resta-lhe o regresso ao impossível ou a continuidade num mundo em que o corte de cabelo não chega e por mais que se esforce nada será suficiente, iludido com esperança numa oportunidade que já estava condenada à partida. Via e-mail, Muhammed recebe a notícia de que o seu irmão foi morto a tiro, na sua terra natal, seu pai agora refém, terá o mesmo fim caso as indicações dadas não sejam executadas,por razões das quais já se desligou e finalmente começava a esquecer. A única luz que vê, é a da revolta, invocando nela o seu nome principal, então sente que a razão da mudança é a mesma da afirmação e que apenas a segunda lhe resta para dar algum sentido à sua existência. 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D